Teste Teste Teste

comments powered by Disqus

domingo, 2 de agosto de 2009

O Fim do Mundo, ou não: Jericho!

Hail bastards!!!

Após muito tempo volto a postar no blog mais true de todos!!!
Foi inspirado por uma grata surpresa que resolvi falar sobre essa série: Jericho!

Há um tempo atrás, um grande amigo e fã de seriados (Frank Castle do blog www.themusicthemessage.blogspot.com) me passou essa pérola, pois sabia que eu gostaria do tema abordado: Futuro Apocalíptico, ou Cyberpunk se preferir. Mas nesse caso, é algo bem diferente do que já vi em outras séries e filmes deste gênero. Esta série possui um enredo bem palpável, sem clichês básicos criados por clássicos desse nicho como Mad Max, por exemplo, como é muito comum de se ver em desenhos animados, animês, séries e quadrinhos. Não que eu não goste disso, muito pelo contrário. Trata-se de uma abordagem e visão completamente diferente do que tinha visto até então.


Tudo começa quando um jovem chamado Jake (Skeet Ulrich) retorna para a sua cidade natal chamada Jericho no estado do Kansas depois de um longo período ausente para reclamar a sua parte na herança que seu avô deixou. Jake é misterioso e não revela aos pais onde esteve durante os últimos cinco anos. Após discutir com o pai, resolve ir embora novamente e quando estava indo de Jericho para San Diego, avista um cogumelo nuclear no horizonte. Todos os eventos a seguir forçam Jake a retornar para a cidade e se tornar o principal líder na luta pela sobrevivência de seus conterrâneos, que abrange desde a corrida para se proteger de uma chuva nuclear, quanto a luta por comida, água potável e energia elétrica. Intrigas pessoais e políticas e sem idéia do que está ocorrendo com o resto do mundo, tornam Jericho uma verdadeira zona de guerra.

Todos os personagens são cativantes. Vemos ótimas interpretações de um elenco de desconhecidos (pelo menos do público brasileiro).
A série explora aspectos da política atual dos Estados Unidos como por exemplo, o uso de mercenários nos campos de batalha no oriente médio. É claro que mesmo com a crítica política que permeia a série, não deixamos de assistir em vários momentos a demonstaração do velho espírito americano em ação.

Embora tenha adorado essa série e assistido todos os episódios em poucos dias, fiquei triste em saber que seu cancelamento foi determinado logo após o término da primeira temporada (entre o ano de 2006 e 2007 com o total de 22 episódios). Mas os fãs não se calaram e através de abaixo assinados, cartas e e-mails à produtora CBS conseguiram com que fosse produzida uma segunda temporada. Embora com menos da metade dos episódios da primeira (apenas 7), a segunda temporada serviu para “fechar” a história. Mesmo com os apelos e os movimentos realizados na internet o seriado foi definitivamente cancelado, até que com o advento do super evento Comic Con 2009, foi divulgada a notícia que a terceira temporada será lançada em quadrinhos! A previsão é para outubro e será lançada pela editora Devil’s Due Publishing.

A novidade é interessante, mas começo a pensar até que ponto, já que não vejo perspectivas de que seja lançada no Brasil. É esperar para ver.

Até a próxima pessoal!


Reações: