Teste Teste Teste

comments powered by Disqus

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Viva a revolução????

Olá nerds!
Em uma discussão realizada em uma comunidade do orkut, levantei alguns pontoss sobre o mercado editorial do Brasil e os scans. Juntei as postagens e editando, estou deixando-as coesas.

Aqui no Brasil, as revistas saem com cerca de 1 ano de delay para os EUA, e os mixes DA editora (por que tanto Marvel como DC estão com a Panini, num monopólio das grandes editoras de heróis) são MUITO abaixo da média. Recentemente, após uma "revolução editorial" a Panini mudou seus mixes novamente e começou uma caça as bruxas aos scans (ora, vamos! QUEM vocês acham que está por trás disso?)

Começou tãããããão bem...

Atualmente estou bem desanimado em continuar comprando as HQs do Lanterna Verde, por que os editores da Panini inventara essa tal "Revolução" e diminuiram o mix do Lanterna. Até aí beleza- mas ao invés de manter o Lanterna Verde e a Tropa dos Lanternas Verdes (afinal o nome da revista é Dimensão DC; LANTERNA VERDE), o caras colocaram uma história NADA A VER d'O Bravo e o Audaz com o BATMAN e um personagem megahipermasterblaster desconhecido! Preço pela qualidade realmente é bom, mas como no exemplo que eu dei: a Dimensão DC Lanterna Verde desse mês tem apenas 20 PÁGINAS de lanterna verde! estou pagando 6,90 por 20 PÁGINAS APENAS!

Isso quebra as pernas! Fora as mudanças nos mixes! Se eu gosto de Arqueiro Verde, tenho que ler Superman/Batman, por exemplo. Aí, DO NADA eles mudam o Arqueiro pra revista da Liga da Justiça. Aí eu tenho que parar de comprar o S&B e comprar a Liga. Até aí tudo bem, mas se eu quiser saber COMO CONTINUA UMA SAGA DA PRINCIPAL HISTÓRIA DO MIX (Superman e BAtman) eu passo a comprar AS DUAS REVISTAS!

Quase R$13,00 por QUARENTA PÁGINAS!

Eu penso bem assim, simples e objetivo: se querem acabar com os scans, principalmente aqui no Brasil, deve-se investir em qualidade editorial! O regime monopólico (se não existe essa palavra acabei de inventar, ehehehe) da Panini faz com que os leitores tenham que seguir o que ELA quer ou recorrer a scans! Claro, sob o ponto de vista artístico, uma revista que é seu sustento, põe o pão na tua mesa ser distribuída de graça, pra qualquer um... É broxante!

Por essa razão, só recorro a scans de coisas que estou MUITO no Hype e coisas que NUNCA serão publicadas no Brasil, mas SEMPRE que sai por aqui eu corro atrás de comprar, por que nada substitui aquele cheirinho de papel novo e o trabalho gratificante de arrumar suas revistas! Entretanto, acho que ter duas representações distintas da Marvel e da DC no Brasil melhoraria a qualidade editorial... Se uma editora que não fosse a Panini pegasse uma das grandes editoras (Marvel ou DC) e fizesse TODOS os títulos dela com uma qualidade melhor, a Panini se veria obrigada a melhorar, por que haveria competição!

Fora que esse argumento de que se "ninguém baixasse a qualidade melhoraria" não procede: a Panini é obrigada conratualmente a publicar uma quantidade x de títulos, e ela é quem define como. E isso existe desde antes de existir scans! Se as vendas fossem tão ruins assim, as editoras já teriam saído do Brasil, mas muito pelo contrário: o que vemos é na verdade um AUMENTO das publicações aqui!

Antes que alguém critique, deixo claro: não sou contra mixes, mas mixes com SENTIDO! PRA QUE eu vou colocar uma história do Homem Impossível contra o Triatlo dos Vingadores numa revista do HOMEM ARANHA? Por que eu vou colocar o Gladiador Dourado na Revista do LANTERNA VERDE? Se o mix leva um nome de Herói, que se publique as histórias relacionadas ao universo deste herói!

Assumam um mix de histórias diversas, como foram as SuperAventuras Marvel, Marvel 98,99... Façam almanaques! Mas não coloquem em mixes com um nome de herói específico personagens que não tem nada a ver! As editoras tinham que fazer algo parecido com o que fizeram com música- disponibilizar títulos não tão famosos primeiramente de forma digital a um preço mais acessível e lançar como encadernado caso faça sucesso!

Um ponto positivo da Panini foi ter lançado as HQs do Punho de Ferro em compilados encadernados... Isso é bom!

Uma sugestão, que já feito lá fora: se pegar uma série de histórias de um personagem que não é muito rentável aqui, e lançar digitalmente e forma (bem) mais acessível, há um lucro, pois não existe gastos com gráfica; se houver uma boa demanda de determinado título, este é lançado encadernado!

Eles se apressam em criticar, mas poderiam estar agora se utilizando da "estratégia do inimigo" para fazer de fato uma revolução editorial! O problema, na minha opinião é QUALIDADE EDITORIAL. E antes mesmo de existir internet as editoras brasileiras fazem esses mixes vagabundos... As editoras (brasileiras que não tem CUSTO NENHUM de artistas, só de gráfica e pessoas para fechamento- letreiramento, tradução e designers para a capa) simplesmente taxam seus leitores de idiotas!

Nos EUA há um mercado muito maior e o fato de se baixar scans não tem interferido por lá!

O problema daqui é que não há vontade de se dar um bom tratamento editorial para as HQs. Era tão simples: liberem virtualmente determinados títulos (O Bravo e o Audaz, Cable & Deadpool, Miss Marvel, Aves de Rapina - que são de menor expressão) por uma taxa de R$2,00, R$3,00. Se fizer sucesso, lançam um encadernado de 15,00 com capa mole!

É MUITO SIMPLES! Um exemplo disso é o lançamento de Kick Ass: eles poderiam ter lançado com capa mole, em bancas por um preço camarada... ou até mesmo lançar como minisserie mesmo para depois lançar encadernado, mas lançam uma capa dura por 60 MANGOS! E Guerras Secretas? Qualidade de impressão e editorial PÉSSIMA, cores sofríveis, aguadas, capa MOLE sem grandes extras (só como cada herói foi parar no construto do Beyonder) por 50 REAIS!
Tinha tudo pra dar certo... mas a (falta de) qualidade estragou!


Isso é errrado! É um erro de direcionamento editorial que não pode acontecer!

E não é ingenuidade, pois sei muito bem que a Panini aqui no Brasil tem que pagar um valor as editoras (marvel e DC), algo parecido com as franquias de restaurantes, afinal a editora gringa também precisa de lucro por aqui! Os encadernados são uma saída? Sim, são! Mas cobrar R$100,00 num encadernado d' A Morte do Superman com praticamente nenhum extra não é brochante para o leitor?

A Panini continua criticando (e com razão) quem se utiliza de scans, mas NUNCA apresentou quaisquer dados para embasar sua afirmativa de que as vendas caíram por conta disso, e continua com uma estratégia burra e falida que a Abril Jovem utilizou e perdeu. Se a empresa italiana simplesmente tentasse uma abordagem REALMENTE revolucionária, utilizando a internet a seu favor, não estaríamos tendo vários debates na net debate! E acreditar em algo dito sem provas concretas que é ingenuidade!

Não estou falando que todo mundo tem que ler scans e esquecer o mercado! Sei muito bem como é esse problema de criar algo e ter estes problemas relacionados a sua obra, pois sou quadrinista e odiaria que alguém DEIXASSE DE COMPRAR para ler em scan. O que defendo é uma abordagem que evolua o sistema editorial no Brasil.

Quando fiz minhas HQs com meus amigos, sabíamos que teríamos de dar um "algo a mais" pra quem comprasse, pois por se tratar de mangá, teríamos que concorrer com grandes filões do mercado, como Naruto e Bleach. Então fizemos uma abordagem focada no material de divulgação em eventos, uma qualidade de impressão boa (em papel couché) e principalmente BONS PREÇOS!

A única coisa que eu AFIRMO COM CERTEZA (e é apenas sobre MIM neste caso): eu baixo scans de coisas que AINDA NÃO SAÍRAM NO BRASIL, mas que seja algo que IREI COMPRAR. Eu fiz isso com Lanterna Verde e COMPRAREI o Blackest Night!


Mesmo que o mix seja uma porcaria!

Reações: