Teste Teste Teste

comments powered by Disqus

domingo, 24 de abril de 2011

Preconceito + Imprensa Despreparada= Rede Record

Como nossa imprensa tem demonstrado, e como nosso governo supercompetente tirou a obrigatoriedade de ter um diploma para se dizer um, a partir de hoje me chamo de jornalista.


E como tal utilizarei da liberdade de imprensa e da liberdade de expressão para tecer as linhas abaixo.


Acabou de ser veiculada na TV Record uma reportagem falando sobre "a influência dos jogos violentos". Chamaram uma especialista para falar sobre tal influência nos adolescentes... De forma covarde e pretensiosa, querendo ser mais proeminente e ter mais culhões que a rede Globo, aparentemente conseguindo que o twitter bloqueasse a tag #gamerscontrar7.

Pois bem, a pouco tempo a reportag
em foi ao ar, mostrando como uma imprensa despreparada, formada por pessoas obcecadas pela audiência rápida, faz novamente uma caça as bruxas ao hobby que tanto gostamos... O mais incrível e revoltante é ver uma psicóloga falando sobre déficiti de atenção... eu TODA A VIDA joguei video games, até o DOBRO que as preocupantes "seis horas por dia" mostradas na reportagem... Sempre joguei todo o tipo de jogo, incluindo RPG, e sempre fui um dos melhores da minha sala, sem ler UMA LINHA da matéria dada. O fato de jogar games me fez escapa de virar bandido, e isso é SÉRIO!

Nenhum dos garotos que estão presos hoje jogavam tanto games quanto eu!


De acordo com a emissora, e acertadamente (pelo menos) os pais devem policiar o uso dos jogos e o país faz uma classificação etária, mas a forma como isso foi mostrada foi no mínimo superficial...

A tal psicóloga ( se alguém possuir o nome dela me passa, pra eu poder pesquisar suas qualificações) informa com toda a certeza do mundo, que os games causam problemas de défiti de atenção e hiperatividade... Bem, de acordo com pesquisas divulgadas no 162º Encontro Anual da American Psychiatric Association (APA) é justamente o oposto.

Para se passar uma informação, eu acredito que deve-se ter embasamento. Se chama-se um profissional da área, este deve ter qualificações, ser especialista no assunto. e por especialista, digo ter livros publicados, estudos realizados... Em nenhum momento é mencionado as empresas que trabalham com jogos... Não se aprofunda na forma que é feita a classificação etária, apenas se preocupa com o fato de "adolescentes jogando jogos violentos", mas ao ouvir os chats de voz na Live jogando meu CoD, ouço CRIANÇAS sendo ensinadas pelos PAIS a jogar! Isso é certo? Na nossa época não havia problema, mas hoje em dia, se os jogos são tão prejudiciais assim, esses pais deveriam perder a guarda de seus filhos!

Esquecem que o rapaz de Realengo SOFRIA BULLYING, e não era apenas provocado: ele era PERSEGUIDO... E no vídeo dele tem alguma citação a jogos??? Esquecem que ele teve acesso a ARMAS ILEGAIS???

Quantas vezes teremos que ver as minorias serem esmagadas pela mídia parasita? quantas vezes teremos de ver games, RPG, Heavy Metal serem atacados por quem não conhece? A sorte é que estamos na era da informação... tais matérias são rechaçadas pelo próprio público, pelos próprios pais, mas devemos fazer mais... Seja em nossas atitudes, nas nossas informações... temos que combater a desinformação com informação e o preconceito com esclarecimento.

O que devemos combater é exatamente os vídeos abaixo- como as pessoas veiculam uma reportagem dessa quando temos isso no país:






Vamos proibir Funk, novelas e futebol???

Reações: