Teste Teste Teste

comments powered by Disqus

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Pipoca: Os Mercenários 2

Salve salve, pessoal! E aqui estamos com um dos filmes mais esperados do ano, Mercenários 2. Devo dizer que fui ao filme com um certo ceticismo quanto à sua qualidade. Tal ceticismo se deveu, em grande parte, à minha decepção com o filme anterior, que apesar de ter contado com um hype semelhante ou talvez até maior, não convenceu na execução, perdendo-se demais em uma tentativa mal desenvolvida de seguir uma sub-trama meio emocional. Não é o caso aqui.
O 'big 3' do cinema de ação.

Mercenários 2 consegue ser o filme que eu esperava que Mercenários fosse: as cenas de morte são bem violentas, em um nível comparável com Comando para Matar ou Predador. Além dos tiroteios serem mais violentos, eles são também mais frequentes, efetivamente cumprindo aquilo o que prometem.
Outro ponto extremamente positivo: percebe-se que o filme é bem ciente de si mesmo, fazendo em vários momentos algumas piadas com clichês de filmes de ação. Piadas essas que vão desde frases de efeito recicladas (Schwarzzenegger repetindo seu famoso "I'll be back") a referências a outros filmes de alguns dos astros (como Jason Statham dizendo a Stallone que este precisa "aprender a lutar melhor") e até um pouco de brincadeira com alguns dos clichês dos filmes de ação (acho que nunca vi em um filme de ação em que os personagens dissessem com tanta frequência que estavam sem munição, por exemplo).
JCVD como o vilão porradeiro, resgatando sua carreira.
E, é claro, não poderíamos deixar de apontar o detalhe mais ciente de si: Chuck Norris. O velho carateca aparece como um personagem que é realmente a personificação dos memes de "Chuck Norris facts". E o melhor? Todas essas piadinhas não transformar o filme em uma palhaçada ou paródia; elas conseguem ser implementadas de maneira que não corta o ritmo da ação violenta, quase como "easter eggs", mesmo.
No fim das contas, é como disse, o filme que o primeiro Mercenários deveria ter sido. E como tal, é um filme para assistir sem buscar grandes estímulos intelectuais. É só diversão inocente, mesmo. Mas diverte. Ô se diverte!
Ah, sim! O ÚNICO ponto negativo que consigo pensar é o Randy Couture. Se alguém for fã dele, me desculpe, mas no filme todo ele só me serviu para confundir com o Jason Statham! Não o vi fazer nada digno de nota.

Reações: