Teste Teste Teste

comments powered by Disqus

sábado, 13 de outubro de 2012

Pipoca: Looper

Salve galera! Cá estamos com Looper, mais recente filme de Bruce Willis, desta vez com temática de viagem no tempo. Nesta obra, somos apresentados aos loopers, os assassinos de aluguel do ano 2044 que eliminam vítimas do crime organizado de 30 anos no futuro deles. Porém, as coisas começam a dar errado quando um desses assassinos, Joe, acaba tendo de eliminar sua versão futura. E falha (afinal, ele teve 30 anos para se preparar, certo?), o que acarreta uma caçada às duas versões do fugitivo.
O filme é intenso, com uma abordagem inteligente de viagens no tempo e uma bela abordagem de linhas do tempo e paradoxos, de maneira bem coerente e ainda assim sem soar didático demais. Destaque para a caracterização de Joseph Gordon-Levitt, que simplesmente ENCARNOU o Bruce Willis para interpretar a versão jovem do assassino Joe. Todos os maneirismos do ATOR estão presentes, o modo de andar, falar, apertar a ponte do nariz... Ele simplesmente interpretou Bruce e Bruce interpretou o Joe. Algo assim. Claro, alguns momentos são um tanto quanto forçados, tipicamente cinema americano, como Bruce Willis com duas submetralhadoras ou Joseph Gordon Levitt tendo uma ceninha romântica às pressas...


No geral, tirando esses delírios de submetralhadora (que eu gosto de acreditar que sejam pitaco do próprio Willis no roteiro), acaba soando como um Exterminador do Futuro ao contrário; em vez de um robô enviado ao passado para matar alguém em sua versão jovem e indefesa, temos um assassino que espera para matar alguém do futuro. A narração é bem caprichada e o roteiro é todo bem-amarrado, chegando a dar a impressão que seria uma adaptação de algum livro (embora todas as evidências indiquem não ser este o caso). Enfim, uma ótima pedida para quem estiver a fim de continuar acompanhando as maravilhas do cinema de ficção científica de 2012.

Reações: